terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Antologia Poética

    Eu resolvi fazer as resenhas.Vou, se tudo der certo, fazer um post sobre algo nacional todo mês (espero que esse algo seja relacionado a livros, mas não tenho certeza). Espero que gostem e que deem uma chance ao que é nosso. Este é um pequeno projeto que há tempos quero fazer, mas só me decidi agora, quando uma amiga disse que seria uma iniciativa genial (para os que também gostaram da ideia, agradeçam a Dandara, sem ela eu não teria levado isso à frente!), qualquer dúvida, veja o primeiro post que fiz sobre o assunto.
    Bem o livro da vez é Antologia Poética de Cecília Meireles (não se assustem com o tamanho do post, eu não pude me conter. Ah, tem uma campanha rolando, leia até o fim pra descobrir do quê é!)



Sinopse: Esta antologia, publicada pela primeira vez em 1963, revela um precioso auto-retrato da escritora. Além de ser a sua primeira coletânea, foi também a única em que ela própria selecionou todos os poemas, retirados de diversos livros seus, além de poemas inéditos até aquela época.




    Os primeiros livros, ao menos os poemas que Cecília escolheu para representá-los, me transmitiram uma busca e um estranhamento tão profundos... O eu lirico voltava-se contra si mesmo ou contra o mundo, às vezes criticando implicitamente, outras somente tentado entender o que lhe é desconhecido. Em suma, interpretei tudo como uma busca entre o que é o Eu e o que é externo. [exemplo]
    Um destaque — que, pra muitos, é algo que conta muito, pois sei que há pessoas que não suportam mais isso — é que há poucos poemas sobre amor. E, a maioria deles, exalta mais a melancolia. Pra mim isto foi muito legal, queria ler algo diferente dos poemas que vejo as pessoas divulgando.

Aqui está meu rosto verdadeiro,
defronte do crepúsculo que não alcançaste.
Abre o túmulo, e olha-me:
dize-me qual de nós morreu mais.
Pág. 90


    De todos, o que mais gostei foi Romanceiro da Inconfidência, tanto que estou louca pra ler o livro na integra! Ele é simplesmente incrível! Nele estão contidas estórias, escritas de forma poética e sensível, sobre a Inconfidência Mineira. E eu, como uma apaixonada por história, obviamente me encantei com o modo como Cecília abordou este tema. Com uma critica sutil e uma humor leve; é fabuloso! O meu favorito é Romance IV ou Da Donzela Assassinada, que não vou colocar aqui porque vocês não entenderiam nada dele se não estiver na integra. Então, achei um trechinho que faz parte do livro, não deste poema, que me encantou:

Dentro do tempo há mais tempo
e, na roca da ambição,
vai-se preparando a teia
dos castigos que virão:
há mais forcas, mais suplícios
para os netos da traição
Pág. 172

    Vale a pena lê-lo. É lindo e tão profundo, ótimo para quem gosta de reflexões. Quem acompanha a fanpage percebeu a quantidade de poemas que eu ia postando enquanto lia, estava amando. Minha dica é ler livros de poesia bem lentamente, eles são bem mais cansativos e requerem reflexões próprias, portanto, aproveite cada letrinha, literalmente degustando-a, vai torná-lo bem mais agradável. Um dos meus poemas favoritos é este, e eu não podia deixar de compartilhá-lo, não é? Mesmo que não esteja completo...

Aqui está a minha herança - este mar solitário que de um lado era amor e, do outro, esquecimento. Pág. 100

    Agora, vou aproveitar pra divulgar uma campanha feita pela minha afiliada, a Estéffani, do Aos Dezesseis Anos. Campanha para ter bons leitores, àqueles que leem até o final e que (quem sabe!) comentem... Achei uma ideia bem interessante e, o mais legal, é que vai rolar um sorteio no fim: um layout, divulgação e, de brinde, a amizade da fofa da Estéffani por participar da campanha haha'

15 comentários:

  1. Adorei a resenha!! Finalmente você resolveu postar ehhehe

    Eu até leria o livro, mas não gosto muito de poemas, tenho que ler duzentas vezes pra entender hahhaha

    Gostei da campanha, vou dar uma olhada ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Estava com o pé atrás, porque nunca tinha feito uma resenha de uma livro de poesia na vida!

      Excluir
  2. Eu amo poesia.Demais da conta.Escrevo poesias desde os 13 anos e participo dum grupo que participa de Saraus e coisas culturais assim (:
    Meu poeta favorito é Mario Quintana.Ele é simples e romântico *___*
    Eu também gosto da Cecília.As palavras delas são simples e fortes <3
    No final das contas,isso é o quê conta numa poesia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que incrível! Já tentei escrever poesia, mas nunca saiu algo, de fato, decente (mentira, tenho um pequenino, bem vago, que gosto muito. Sei lá, nunca mostrei a ninguém, mas parece que ele resume sensações de diversas situações que já vivi...)

      Também amoo Mário Quintana, até conheço uns versos de-cór, também é o meu poeta favorito! Pena que nunca pude ler um livro dele :(

      Excluir
  3. Clássico, clássico, clássico.
    Cecília é divina e merece todo mérito.
    Sua resenha ficou ótima, claro, com um livro desses, não teria como não ter ficado. Digno de aplausos.

    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Fico muito contente ao saber que gostou da resenha, estava meio insegura se iria ficar boa, sabe?

      Excluir
  4. Oi, bom dia... tudo bem leitora linda?
    obg pela divulgação da campanha em, rs

    e eu tb gostei da resenha! pra quem nunca fez, tá ótimo :]

    @esteffanifontes, segue? Beijos,
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br
    Seja bem vinda do meu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada, pequena ;)
      Parceria ajuda assim, né?

      Excluir
  5. Samyle :)
    Nem preciso dizer que amo poesia né? kkkkk
    Bem legal sua resenha,curti bastante :)

    Beijos e cuide-se
    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente! Acho que você gostaria de lê-lo, tem poesias realmente lindas, um amor *.*

      Excluir
  6. Cecília é incrível, né? Adorei a resenha! Ficou muito boa, mesmo.
    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, estou passando pra dizer que seu blog é lindo
    gostei das postagens, vejo que tem futuro na blogosfera.
    Quero saber se aceita troca de seguidores; se aaceitar segue
    meu blog que eu venho retribuir com todo prazer.
    Se tiver página no facebook curti a minha que eu também retribuo.

    Vamos crescer juntas!
    Beijos linda

    blog www.camilasousa.com.br
    facebook https://www.facebook.com/pages/Camila-Sousa/377741482308356

    ResponderExcluir
  8. Muito legal a resenha, pena que não gosto de poemas, acho muito confuso pra ler rsrs
    Beijoos

    havedreaams|blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente um tanto confuso, li há pouco Estrela da tarde de Manuel Bandeira, que não é tão bom quanto Cecília e que foi um livro realmente cansativo, principalmente porque não entendi muita coisa dele. A única coisa que gostei foi a alusão a cidade em que moro, embora ela seja num finzinho de mundo...

      Excluir
  9. Apoio muito a ideia das resenhas sobre livros de autores brasileiros! o/
    Sempre quis ler esse livro. O que li foi um de poemas infantis (adorável,por sinal).
    ~b l o g~ • • • FanpageTwitterGoogle+

    ResponderExcluir