quarta-feira, 3 de outubro de 2012

O Diário de Anne Frank

Escrever um diário é uma experiência realmente estranha para alguém como eu. Não somente porque nunca escrevi antes, mas também porque acho que mais tarde ninguém se interessará, nem mesmo eu, pelos pensamentos de uma garota de treze anos. Bom, não importa. Tenho vontade de escrever, e tenho uma necessidade ainda maior de tirar todo tipo de coisa de dentro do meu peito.
O papel tem mais paciência do que as pessoas — Livro O Diário de Anne Frank.

*Quem é Anne Frank?
Era uma menina de origem judaica que morreu aos quinze anos em um campo de concentração nazista. Ela tinha o sonho de ser escritora e, durante a época que Anne e sua família estavam escondidos, escreveu um relato sobre suas intimidades e sobre o cotidiano das pessoas ao seu redor. Mais tarde, tudo que escreveu foi publicado com o titulo O Diário de Anne Frank.

4 comentários:

  1. Bom dia :)
    Como vai?
    Ainda não li este livro mas parece ser bem interessante...sabe como era vida dela,como era vida num campo de concentração :O

    Você viu Angel Beats certo? Vai ter um anime dos mesmos produtores...Little Busters vai ser o nome
    Beijos Samy e cuide-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOSSA! EU QUERO VER LITTLE BUSTERS! PRECISO, PRECISO,PRECISO!
      Obrigado por avisar, Sandro *.*

      Excluir
  2. Eu não li este livro,mais eu estou lendo um que é parecido com ele.
    O DIÁRIO DE NINA.
    Ela viveu na Rússia durante o período stalinista.

    Trecho bacana: "O que é a vida? Por que viver? Viva, responderão a você, enquanto não morre. Fácil dizer! Pois é: apaixonar-se quando jovem, depois casar-se , fazer filhos e a caminho da velhice preparar almoço, retorcendo-se em resmungos sem esperanças: essa é a vida? Será que eu quero uma vida assim? Eu quero me tornar grande, extraordinária. Sonhos, sonhos! Somente os sonhos me dão a possibilidade de ser feliz, pelo menos de vez em quando.
    Oh, como eu gosto de escrever! Pois é, escrevi e me alcalmei. Como se alguém estivesse rearrumando tudo na minha alma, de tal modo que não permaneceu sequer uma partícula infestinal para que possa me perturbar"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse trecho é lindo! Obrigada, pequena ;)

      Excluir