segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A sombra do passado, seu presente

"Eu tenho medo", ela repetiu, para si mesma.
Ele a olhava com insistência, esperando que desse um sinal qualquer cujo significado fosse "eu ainda lembro de você". Ela lembrava sim, o reconheceu de imediato, embora não tenha demonstrado nada além de indiferença.
E indiferença era algo que definitivamente não sentia, suas emoções estavam frenéticas, o coração palpitava aceleradamente e a mente vagava, confusa, tentando se decidir sobre que ação fazer.
E ele continuava olhando-a, impaciente. Procurava, em êxtase, saber da resposta. Há quanto tempo não se viam? Há meses, talvez. Ela não mudara nada,  tampouco ele. Continuavam sendo dois extremos e, provavelmente, opostos. Ela, com sua timidez, evitava olha-lo diretamente enquanto ele não parava de fitar-lhe o rosto, sedento por atenção.
Até que um cansou do jogo. Ambos estavam apaixonados e dispostos à amar, mas a indiferença de um sufocou as esperanças do outro.
Não sabe ele que ela voltou àquela escada, à sua procura, encontrando apenas a sombra do passado de alguém que seguiu em frente...

14 comentários:

  1. Que texto mais lindo. Timidez, eu acho que atrapalha tanto.. Enfim.
    http://www.senhoritaliberdade.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que atrapalha, fiz esse texto pensando em mim mesma...

      Excluir
  2. Eu amei seu blog e estou seguindo,
    os textos são muito lindos, lindos mesmo.
    Beijinhos.

    Itgirlsiempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Samyle :)
    Como vai?
    As vezes a gente deixa as pessoas irem embora das nossas vidas por falta de ousadia...timidez mesmo :(
    Lindo texto >.<

    Beijos e cuide-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quantas pessoas maravilhosas não deixamos ir por causa do medo? Pra mim, esse conto ficou bem triste, talvez porque me lembre eu mesma...

      Excluir
  4. Olá fofa!
    Ta rolando um sorteio especial para blogueiros(as), dá uma olhada e participa ;D O prazo ta acabando ^^
    http://www.avidaebella.com/2012/08/sorteio-dominio-email-com.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Bella, obrigada por me avisar, vou ir logo lá *--*

      Excluir
  5. Adorei o texto ;)
    E estou seguindo.. ah e adorei a musica rs'
    Entra no meu blg e se gostar segue d volta tah ?

    http://diariodeumamenina111.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem-vinda ao meu cantinho! Fico muuuito feliz que tenha gostado da playlist, a minha preferida é Aishiteru(Kourin), é tão triste, tão encantadora... já ouviu? Olhe a tradução, é fofíssima.

      Excluir
  6. Que texto lindo , ameei. você escreve super bem, já estou seguindo. dá uma passadinha lá no blog, spacefashionista.blogspot.com
    beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico grata, Polliane, pelo seu carinho *.*

      Excluir
  7. Eu nunca fui tão tímida. Mas ás vezes a insegurança nos priva de tantas coisas.

    http://www.avidaemletras.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. E ser tímida é uma das piores coisas do mundo! Você destrói todas as chances de ser feliz em um relacionamento. E é exatamente por isso que estou morrendo de raiva de mim!
      O meu maior problema (foi mal por estar desabafando) é que, quando não quero nada, absolutamente nada, não to nem ai em olhar, "flertar" abertamente, dane-se o que pensarão; mas quando é outra coisa, o rumo das minhas ações mudam completamente... Urrrr, estou frustrada!

      Moral da história: e tudo isso caminha para uma só coisa: eu e meus textos melancólicos. E a minha solidão. Fim.
      Vou me tornar a escritora mais dramática da História da Humanidade. Quem mandou eu ser tão complicada?

      Excluir